sábado, 31 de março de 2007

O Segredo - Estréia reúne os fãs

Ontem, antes da sessão de cinema das 19h10, as pessoas chegavam e já se uniam ao nosso grupo. Na foto, vemos Luiz Carlos (da HG) e Carina, Carlos Quintino (diretor da Webpress), Raquel Doretto (da Academia Novak) e a designer de jóias, e autora, Lena Antabi.



Aliás, Lena Antabi tem uma coleção de pingentes, em seu website, chamada O Segredo, feitos em prata ou ouro.

Ela até foi assistir ao filme usando um deles e fez sucesso, especialmente entre as mulheres.



E, falando em mulheres, a autora Rosana Braga também estava lá, não apenas para assistir ao filme, mas também para mostrar seu novo DVD, que acabou de ser lançado em bancas.

Com o título de Viva o Amor - O que você deseja, O DVD é um lançamento do selo Qualidade de Vida, do Grupo Domo.

Rosana só ficou "brava" quando descobriu que alguns de nós tínhamos camisetas do filme O Segredo, e ela não tinha. Ainda bem que ela é uma pessoa muito doce.



Pércio Enache, da Diedro, também estava lá. Leitor há bastante tempo, dos boletins da Academia, foi com sua esposa assistir ao longa metragem e participar um pouco de "Segredo".


E não é que o filme estava certo?

Bastou esfregar a lâmpada de Alladim e... "puf"... apareceu um gênio. Neste caso, ainda melhor, uma gênia. Como diz o filme... your wish is my command...



Depois do filme, parte das pessoas que estavam assistindo foram para o Shopping Center 3, onde jantamos e discutimos várias cenas apresentadas no filme.

Foi curioso notar que todos ali querem assistir novamente, para anotar alguns pontos importantes, algumas dicas, e trazer amigos e familiares para assistirem ao longa metragem.

Também foi interessante notar que as pessoas têm diferentes percepções do filme. Embora toda a mecânica existente no "Segredo" seja (do meu ponto de vista) totalmente clara e direta, notei que alguns dos que mais gostaram do filme não compreenderam a "mecânica" que o faz funcionar.

Parece que parte do público entende aquilo apenas como um tipo de "mágica". Um poder esotérico qualquer.

Ainda assim, para mim, não há nenhum problema em pensar no filme como um tipo de magia.

Como tenho uma mente cartesiana (e gosto disso), me preocupo menos com o "chantilly e mais com conteúdo da massa do sorvete". Sou muito pé no chão, e só indico entusiasticamente este filme porque seu conteúdo funciona.

Se você é como eu, vai procurar os procedimentos e verificar as razões para isso. Se você prefere pensar em tudo como um tipo de magia do universo, excelente. Vai funcionar do mesmo modo.


Mas lembre-se do que diz um dos coaches no filme. Isso NÃO é uma coisa que você faz e esquece.

É algo para fazer o tempo todo, em tudo, na sua vida. Como sempre diz, Carlos Quintino, na foto com a psicóloga Clarice Barbosa, "para fazer certo, é preciso treinar certo".




O filme provoca uma mudança de paradigma.

E, talvez, só isso já seja o bastante para a sua vida. Porque, ao mudar de paradigma, você olha para outro lado, descobre o que nunca viu, mas que sempre esteve lá.

Essa é uma chave que funciona como a lâmpada de Alladim.

Aldo Novak
http://www.academianovak.com.br

PS: Envie fotos de sua ida ao cinema, com seu grupo, e publicaremos, em alguns dias, uma seleção das melhores, mais animadas ou mais curiosas! Despache (máximo 100k, ou será deletada no servidor) para aldonovak@academianovak.com.br. Envie também sua avaliação ou opiniões sobre o filme.

2 comentários:

Pedro Prado (pedro.prado no mail do google) disse...

Muito obrigado pela indicação do filme "O segredo".

Enxergo a aplicação do segredo como um reflexo de saber os estágios de domínio sobre uma tarefa:

inconsciente e sem habilidade (não conhece a tarefa)
consciente e sem habilidade (acabou de aprender e precisa prestar atenção)
consciente e habilidoso (presta atenção, mas já sabe tudo muito bem)
inconsciente e habilidoso (faz perfeitamente sem prestar atenção)

Assim, tendo definido o que queremos e tendo pensado muito nisso, acabamos nos "treinando" para o objetivo e assim, nossos reflexos frente a uma escolha levarão em conta o nosso objetivo.

Acredito que isto é o que nos faz tender a uma opção, quando temos 2 que parecem equivalentes. (Ou até uma parece pior, mas a queremos).

Isto foi o que eu pensei quando assisti. O filme é muito bom. Passa realmente uma imagem de materialista a princípio e por ter uma ótima produção gera desconfiança, mas isso some ao longo do filme...

Um abraço e isso NÃO é mentira nem pegadinha, apesar do 1o. de abril!

free mind disse...

Eu tive conhecimento do Segredo há mais ou menos 3 meses atrás e posso dizer algo com certeza: Funciona e Funciona MUITO BEM!. De semana em semana apresentamos este segredo a amigos e sempre ouvimos os comentários que o universo deles também mudou, e mudou para melhor.

Parabenizo ao Aldo pela iniciativa de colocar este blog no ar e mostrar que há mais do que uma luz no fim do túnel: há um sol esperando por todos nós!